Com investimentos de R$ 12 milhões, Nova Resende ganha sistema de esgotamento sanitário

Obras da Copasa vão auxiliar na despoluição do rio São João e proporcionar melhorias nas condições de saúde e bem-estar da população

A Copasa e a Prefeitura Municipal de Nova Resende inauguraram, nesta sexta-feira (12/04), as obras de implantação do sistema de esgotamento sanitário de Nova Resende, município localizado na região Sul do Estado.

Com investimentos de mais de R$ 12 milhões, as obras integram a primeira fase do programa de implantação do sistema que irá beneficiar aos mais de 9 mil moradores com melhores condições de saúde e qualidade de vida.

Pronunciamento das autoridades presentes no evento

A solenidade de inauguração das obras contou com as presenças do gerente regional da Copasa, Sérgio Luís Resende; do prefeito de Nova Resende, José Roberto Rodrigues; e do subsecretário da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), Anderson do Carmo Diniz. Participaram também secretários municipais, representantes do poder público municipal, autoridades e técnicos da Companhia.

Em seu pronunciamento, o gerente da Copasa falou sobre a importância das obras do sistema de  esgotamento sanitário para Nova Resende. “É com muita satisfação que estamos aqui para essa entrega, especialmente por estarmos cumprindo nosso papel, que também é o de auxiliar na promoção da saúde de nossos clientes. A população pode ter a certeza que o serviço de esgotamento sanitário trará inúmeros benefícios econômicos e sociais para Nova Resende”, destacou Resende.

Investimentos

Os investimentos dessa primeira etapa contemplaram a implantação de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) que já está em operação, com capacidade de tratamento de 17 litros por segundo. Também foram realizadas a implantação de 3.077 metros de interceptores; 13.155 metros de redes coletoras de esgoto; 1.768 metros de linhas de recalque; 468 metros de emissários de esgoto; 1.655 ligações prediais e cinco estações elevatórias de esgoto.

Para a segunda etapa das obras, previstas para começar no segundo semestre deste ano, deverão ser investidos aproximadamente R$ 14 milhões na implantação de mais sete estações elevatórias de esgoto.

Qualidade de vida

Além dos diversos benefícios para a saúde da população, o sistema de esgotamento sanitário também garante a melhoria do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e mudanças positivas nos aspectos urbanísticos, com a consequente valorização imobiliária e o crescimento socioeconômico da cidade e da região.

Além disso, proporciona benefícios sociais, econômicos e voltados à melhoria das condições de saúde e qualidade de vida. Entre outras vantagens, possibilita que a cidade receba o ICMS Ecológico, um meio de incentivo aos municípios para a criação de mais áreas de preservação ambiental, além de melhorar a qualidade dos espaços já existentes.

Com investimentos de R$ 12 milhões, Nova Resende ganha sistema de esgotamento sanitário

Equipe ambiental da Copasa realiza diagnóstico de

Com investimentos de R$ 12 milhões, Nova Resende ganha sistema de esgotamento sanitário

Alunos do Cefet recebem treinamento para atuar