Plano de Ação da Bacia da Pampulha: Vila Estrela Dalva recebe a primeira reunião do cronograma de visitas

A Gerência Regional de Contagem (GRCN), em parceria com a Prefeitura Municipal de Contagem, desenvolveu um cronograma de visitas às vilas localizadas em Áreas de Interesse Social (AIS) no município, com ausência de urbanização e/ou necessidade de desapropriação.

O objetivo é elaborar um diagnóstico para cada uma dessas vilas, que receberão as iniciativas propostas no Plano de Ação da Bacia da Pampulha, que visa identificar os imóveis potenciais e factíveis a serem conectados à rede coletora de esgoto.

A primeira reunião foi realizada com a liderança da Vila Estrela Dalva, com finalidade de informá-los sobre a presença da equipe técnica da Copasa, que fará o levantamento de informações em campo, a fim de conhecer a infraestrutura da região.

Esta etapa do Plano de Ação da Bacia da Pampulha atenderá os clientes de nove áreas de interesse social, com o objetivo de eliminar o despejo de efluentes na Lagoa da Pampulha. Para as áreas mapeadas, após definição de solução técnica e elaboração de projeto, o plano propõe a realização de um convênio entre Copasa e Prefeitura Municipal de Contagem, no qual serão definidas as responsabilidades e os investimentos necessários.

Deborah Castro, engenheira de Projetos e Obras do Setor Técnico, destaca que identificar e mapear os locais que ainda não possuem redes coletoras de esgoto é essencial para a preservação do espelho d’água.

“O Conjunto Arquitetônico da Pampulha é um Patrimônio Cultural da Humanidade e o Plano de Ação foi desenvolvido para ministrar soluções que visam mitigar o lançamento de efluentes. Assim, com a implantação do sistema de esgotamento sanitário nesses locais estaremos somando, junto a outras iniciativas municipais, para a despoluição da Lagoa da Pampulha”, concluiu Deborah.

Plano de Ação da Bacia da Pampulha: Vila Estrela Dalva recebe a primeira reunião do cronograma de visitas

Copasa investirá quase R$ 48 milhões para