Mais de 5 mil moradores de Verdelândia passam ter coleta e tratamento de esgoto

Com o objetivo de proporcionar à população o acesso à coleta, ao transporte e ao tratamento de esgoto, a Copasa, em parceria com a administração municipal e a Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf), concluiu as obras de ampliação do sistema de esgotamento sanitário de Verdelândia, no Norte do Estado.

Com recursos de quase R$ 10 milhões, visando atender mais de 5 mil moradores da área urbana do município com a universalização da cobertura dos serviços de saneamento, as intervenções contemplaram a implantação de 9.360 metros de redes coletoras de esgoto, a instalação de 131 metros de interceptores sanitários de esgoto, além de 3.720 metros de linha de recalque.

As obras incluíram ainda a instalação de cinco estações elevatórias de esgoto bruto,a implantação de 400 ligações prediais e a construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), composta por tratamento preliminar, duas lagoas anaeróbias, uma lagoa facultativa, uma lagoa de maturação e laboratório central.

“A operação do sistema de esgotamento sanitário de Verdelândia vai gerar desenvolvimento socioeconômico e proporcionar melhorias na infraestrutura, na qualidade de vida e nas condições de saúde da população local. Além desses benefícios, a coleta e o tratamento dos efluentes contribuem para minimizar os impactos ambientais na região, auxiliando a despoluição do rio Verde Grande”, explica Raul César Durães, gerente da Unidade de Serviço de Expansão Norte da Copasa, responsável pela execução e fiscalização das obras no município.

Benefícios do tratamento de esgoto

O tratamento de esgoto proporciona benefícios sociais, econômicos e voltados à melhoria das condições de saúde e qualidade de vida. Entre outras vantagens, possibilita que a cidade receba o ICMS Ecológico, um meio de incentivo aos municípios para a criação de mais áreas de preservação ambiental, além de melhorar a qualidade das dos espaços já existentes. Outro beneficio para a população local é a erradicação de doenças de veiculação hídrica, o controle da proliferação de vetores e as mudanças positivas nos aspectos urbanísticos, com a consequente valorização imobiliária e o crescimento socioeconômico da cidade e da região.

A obra possibilita ainda o aumento da arrecadação do município, que recolherá os Impostos Sobre os Serviços (ISS) prestados pela empresa contratada pela Companhia. Também são gerados empregos diretos, além da aquisição de materiais e equipamentos e a contratação de serviços indiretos na cidade, o que gera receita e movimenta o comércio local.

Mais de 5 mil moradores de Verdelândia passam ter coleta e tratamento de esgoto

Equipes da Copasa vão atuar em quatro