Copasa promove “Oficina do Sabão” com estudantes de Carmo do Paranaíba e São Gonçalo do Abaeté

A equipe ambiental da Copasa no âmbito da Unidade de Negócio Oeste (UNOE) realizou na quarta-feira (27/09), mais uma série de ações que integram as atividades do Programa Chuá com cerca de 100 estudantes dos 8º e 9º anos das escolas Estadual Professor José Hugo Guimarães, em Carmo do Paranaíba, e Municipal Maria José Dutra, em São Gonçalo do Abaeté.

A iniciativa da empresa visa promover a conscientização sobre a importância da sustentabilidade e a relação entre a saúde e o saneamento. Para Fauster Bernardes, assistente socioambiental da companhia, a realização desse tipo de evento é um investimento em longo prazo. “Os jovens de hoje são os adultos de amanhã, e um futuro sustentável começa a ser construído no presente, então é fundamental que as crianças e adolescentes tenham desde cedo o contato com a pauta do desenvolvimento sustentável”, pontuou.

Os representantes da Copasa realizaram a “Oficina do Sabão”, atividade na qual os alunos aprenderam como transformar o óleo usado em sabão e, assim, fazer com que um subproduto seja reutilizado, reduzindo os impactos do seu descarte inadequado na natureza.

Já em Carmo do Paranaíba, a atividade também contou com a participação do Instituto Estadual de Florestas (IEF). Na oportunidade, o representante explicou sobre os locais adequados para plantio de cada tipo de árvore e a importância do reflorestamento inclusive de propriedades rurais. O órgão ainda forneceu sementes ao Programa Chuá, além de material para regá-las e recipientes que viabilizassem seu desenvolvimento. Os representantes do instituto também ensinaram aos estudantes sobre a maneira correta de cultivá-las, para que, em breve, possam promover a Feira Verde, atividade do Chuá que consiste na troca de mudas entre os alunos, e o posterior plantio das árvores no município.

Irineu Vieira Caixeta, engenheiro florestal do IEF, defendeu que mobilizações desse cunho possibilitam que os órgãos ambientais se aproximem das novas gerações, contribuindo para que se conscientizem sobre o tema. “Eles têm que crescer cientes de que preservar o meio ambiente é um compromisso de todos. Um exemplo claro disso é a situação atual que estamos vivendo, de alta temperatura e baixa umidade. Num lugar mais arborizado há mais vapor de água, e as árvores também contribuem para evitar o aquecimento global”, afirmou o especialista, responsável pelos viveiros do IEF no Alto Paranaíba.

 

Copasa promove “Oficina do Sabão” com estudantes de Carmo do Paranaíba e São Gonçalo do Abaeté

Copasa participa do 2º Seminário das Águas

Copasa promove “Oficina do Sabão” com estudantes de Carmo do Paranaíba e São Gonçalo do Abaeté

Copasa comemora Dia da Árvore com diversas