Copasa apresenta balanço com redução da inadimplência e investimentos recordes em Minas Gerais

A Companhia fechou 2023 com R$ 1,63 bilhão em obras de construção e ampliação de abastecimento de água e esgotamento sanitário no Estado

Um investimento histórico na ampliação da rede de esgotamento sanitário e uma atuação eficiente no abastecimento de água e na redução de perdas e da inadimplência são os principais resultados que marcaram o ano de 2023 da Copasa.

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) divulgou nesta quinta-feira (21), balanço do 4° trimestre de 2023 (4T23) e do exercício de 2023, no qual a empresa apresentou o aporte de R$ 1,63 bilhão em investimentos em saneamento, o maior montante investido nos últimos anos.

O incremento foi de 24,7% em relação a 2022, quando a Companhia investiu R$ 1,31 bilhão, e está em consonância com o Plano de Negócios, seus compromissos contratuais e as metas de universalização propostas pelo Novo Marco do Saneamento, enquanto, em 2021, o aporte foi de R$ 1,0 bilhão. Até 2028, estão previstos investimentos no montante de quase R$ 10 bilhões, aprovados pelo Conselho de Administração.

Outro dado relevante foi o aumento do lucro líquido da Companhia que, em dois anos, foi de 156,6%. No ano passado, a Copasa teve um lucro líquido de R$ 1,38 bilhão, um aumento de 63,6% em relação a 2022, quando somou R$ 843 milhões. Em 2021, o lucro líquido da Copasa havia sido de R$ 537,6 milhões.

Os resultados se refletem no indicador anual de satisfação do cliente da Copasa, que avalia a percepção dos consumidores a respeito da qualidade dos serviços, das obras e do atendimento da empresa em todo Estado. Em 2023, o índice de inadimplência, medido pela relação entre o saldo de contas a receber vencidas entre 90 e 359 dias e o valor total faturado nos últimos 12 meses, atingiu a marca de 2,97%, a menor taxa em sete anos.

O desempenho pode ser atribuído às campanhas comerciais e de renegociação de débitos, além de melhorias nas formas de parcelamento e nos canais de relacionamento com os clientes, nas quais foram oferecidas condições especiais para os consumidores quitarem suas dívidas com a Copasa.

A Copasa e a Copanor (subsidiária que atende parte das regiões Norte e Nordeste de Minas) encerraram 2023 com 5,64 milhões de economias de água, crescimento de 0,98% em relação a 2022, e uma extensão de rede de 65,95 mil Km, um incremento de 1,87% no mesmo período do ano passado. Nos serviços de esgotamento sanitário, a Copasa atendia 4,05 milhões de economias, um crescimento de 2,25% em relação ao ano anterior, e possuía 33,67 mil Km em extensão de rede.

A receita líquida de água, esgoto e resíduos sólidos da Companhia somou R$ 6,5 bilhões em 2023, percentual 21,5% superior aos resultados do ano passado, enquanto os custos e despesas representaram R$ 4,6 bilhões (contra R$ 4,1 bilhões em 2022).

Números impactam na redução de perdas

Os investimentos da Copasa em medidas para identificação de vazamentos não visíveis de água e para a diminuição da pressão nas redes de distribuição, bem como na substituição de hidrômetros, tiveram resultados positivos na gestão das perdas, que apresentou uma redução de 0,8 pontos percentuais no índice de perdas na distribuição em relação ao ano anterior.

Também foram adquiridos equipamentos, como geofones, hastes e câmeras, para pesquisa de vazamentos não visíveis, inclusive com a utilização de inteligência artificial, visando à redução das perdas físicas e contribuindo para a performance observada.

Ampliação de cobertura e de investimentos

Com foco na universalização dos serviços de água e esgoto nas zonas rurais e nas zonas de baixo adensamento em suas áreas de concessão, a Copasa lançou, em 2023, o programa Universaliza Minas, que já beneficiou cerca de 24 mil pessoas por meio de 100 obras iniciadas em todo Estado.

Em 2023, o índice de cobertura do serviço de água da Copasa em sua área de abrangência está acima de 99%, resultado considerado superior aos verificados para a média nacional, e acima da meta do Novo Marco do Setor de Saneamento. Quanto ao esgotamento sanitário, a Companhia apresentou, em 2023, índice de cobertura global para esgoto coletado e tratado de 75%, número superior ao indicador apresentado em 2022 (72,1%).

Segundo os dados divulgados em janeiro de 2024 pelo Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento – SNIS para o ano de referência de 2022, o índice de atendimento global com rede de água, em nível nacional, foi de 84,9%, e o percentual de tratamento de esgoto atingiu 52,2%, o que demonstra a superioridade dos indicadores da Copasa.

Os aportes previstos no Programa de Investimentos da Companhia visam à ampliação dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário, extensão de redes, segurança hídrica, combate a perdas, desenvolvimento empresarial, atendimento de metas regulatórias e de eficiência, compromissos de concessão assumidos e reposição de ativos depreciados, alinhados à consecução do objeto social e da missão da Companhia, garantindo a sustentabilidade e perenidade da Companhia.

Copasa apresenta balanço com redução da inadimplência e investimentos recordes em Minas Gerais

Copasa realiza ações educativas em comemoração ao

Copasa apresenta balanço com redução da inadimplência e investimentos recordes em Minas Gerais

Copasa inicia em abril obras para ampliar