Alunos de São Thomé das Letras transformam muros em mensagens de preservação hídrica

Dezenas de estudantes da Escola Estadual José Cristiano Alves, em São Thomé das Letras, no Sul do Estado, viveram momentos de muito aprendizado, diversão e conscientização sobre a importância da preservação e recuperação de mananciais para o abastecimento de água do município.

Eles participaram do “Mural das Águas, Arte Chuá nas Escolas”, uma iniciativa que integra as ações do Chuá Socioambiental promovido pela Copasa em alusão ao Programa Pró-Mananciais. Por meio do projeto, os alunos do 5º ao 9º ano foram estimulados a usar a criatividade e a mergulhar em abordagens sobre temas relacionados ao meio ambiente e ao tratamento da água e do esgoto.

A atividade contou com a orientação dos integrantes da equipe ambiental da Copasa e de artistas plásticos que, junto aos alunos, desenvolveram uma série de diálogos, que contribuiu para o entendimento sobre os conceitos de saneamento básico, bem como para o uso de elementos e aspectos culturais sobre o uso da água e que representam a cidade.

Toda essa interação resultou no desenvolvimento de ilustrações, que se transformaram em um projeto de arte e foram transferidos para os muros da escola pelos próprios estudantes. A ideia é reforçar na comunidade escolar o senso de pertencimento e o protagonismo que cada um possui na preservação ambiental.

Dedicação e recompensa

Antes de receber a pintura dos muros e também o Selo Chuá de Escola Amiga do Meio Ambiente, os alunos participaram de uma série de atividades relacionadas à reflexão e ao cuidado com o meio ambiente. Foram realizadas ações que envolveram desde a troca de objetos reutilizáveis até a arrecadação de lacres de alumínio.

Para a diretora da escola, Charlene Rocha Medeiro, a aprendizagem junto aos alunos foi muito significativa. “A realização do Projeto Chuá em nossa escola foi um sucesso. Durante as oficinas, os alunos tiveram a oportunidade de vivenciar atividades temáticas de preservação do meio ambiente. O ponto alto do projeto foi transcrever todo esse aprendizado em desenhos que foram transcritos em duas paredes da escola.  Toda a comunidade escolar ficou encantada com o trabalho desenvolvido pelos alunos em parceria com a Copasa”, destacou a diretora.

Sobre o Programa Chuá Socioambiental

Criado em 2017, o Chuá Socioambiental amplia a consciência dos alunos dentro de projetos do Programa Chuá de Educação Sanitária e Ambiental que integra a Agenda ESG da Copasa, sigla que se refere às questões ambientais, sociais e de governança corporativa. Esse termo tornou-se uma forma de se referir ao que empresas e entidades estão fazendo para serem socialmente responsáveis, ambientalmente sustentáveis e administradas de forma correta.

O programa também está alinhado à Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU) e em seus respectivos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), além dos dez princípios do Pacto Global. No caso, o Chuá Socioambiental está alinhado ao ODS 6 (Água e Saneamento), que tem entre suas metas assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento, principalmente relacionada aos ODS 4 (4.7) e 12 (12.8), por trabalhar com crianças e adolescentes, com muita amorosidade na relação ensino-aprendizagem.

 

Alunos de São Thomé das Letras transformam muros em mensagens de preservação hídrica

Copasa alerta para consumo consciente de água

Alunos de São Thomé das Letras transformam muros em mensagens de preservação hídrica

Copasa participa do “Dia de Cidadania” em