Paracatu está recebendo mais R$3,6 milhões em investimentos da Copasa

Atender aos moradores de Paracatu sempre com excelência é uma preocupação constante da Copasa. Para alcançar essa meta, a empresa está ampliando a capacidade da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) da cidade. A previsão é que os trabalhos, iniciados em abril deste ano, sejam concluídos em 2024. As obras estão avaliadas em R$3,6 milhões e geraram 19 empregos diretos e indiretos.

Uma nova lagoa, devidamente impermeabilizada, já está sendo construída na área da ETE. A estrutura vai receber os resíduos sólidos assoreados das lagoas anaeróbias existentes por meio da dragagem do lodo, o que irá desassorear as lagoas existentes para que continue operando com eficiência, acompanhando a expansão da cidade. “É mais um passo para fortalecer o nosso compromisso com os paracatuenses”, afirmou o gerente regional Saulo Bernardes.
Depois de pronta, a construção ocupará uma área total de 8.640 m², espaço semelhante ao tamanho de um campo de futebol profissional. Ela terá capacidade de armazenar até 37.152 milhões de metros cúbicos, um volume que daria para encher 14 piscinas olímpicas.

“A lagoa funcionará como uma espécie de “aterro sanitário”. A cada camada de lodo colocada dentro dela, será feita uma cobertura com outra camada de terra”, explicou Maíra Soares de Brito, engenheira fiscal da obra.

Tratamento do esgoto
A ETE recebe esgoto de 28.736 ligações, que chegam até a unidade por meio de 322.831 metros de redes coletoras. Primeiro é feito o tratamento preliminar, em que são retirados resíduos sólidos como areia, plásticos, madeiras, pedaços de tecidos, etc. Depois, nas lagoas anaeróbias, os microrganismos decompõem a matéria orgânica presente nos efluentes. Em seguida, nas lagoas aeradas facultativas, outros microrganismos complementam o tratamento. Somente após esse rigoroso procedimento, o esgoto é devolvido devidamente tratado ao meio ambiente.

Escavação mecânica. Crédito: divulgação Copasa.
Escavação Mecanizada. Crédito: divulgação Copasa.
Movimento de terra Crédito: divulgação Copasa.
Nivelamento do fundo da lagoa. Crédito: divulgação Copasa.
Impermeabilização com geomembrana. Crédito: divulgação Copasa.
Paracatu está recebendo mais R$3,6 milhões em investimentos da Copasa

Com investimento de quase R$18 milhões, Copasa

Paracatu está recebendo mais R$3,6 milhões em investimentos da Copasa

Fim de um capítulo, início de uma