Nova ETE entra em operação e amplia coleta e tratamento de esgoto em Serra Azul de Minas

A Copasa coloca em operação no dia 2 de abril a nova Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do pequeno município turístico de Serra Azul de Minas, com cerca de 4 mil habitantes, na região Leste do Estado. A data marca a entrega da etapa complementar de obras que ampliou o serviço de coleta e tratamento de esgoto na cidade. Com investimentos de R$ 4,3 milhões, o município vai passar a ter 75,7% de cobertura do serviço. Antes, o índice era de 65%.

Essa etapa das obras teve início em janeiro de 2022 e teve como um dos objetivos ampliar o sistema de esgotamento sanitária na cidade, beneficiando diretamente cerca de 1.500 moradores. A nova ETE, localizada no Centro de Serra Azul de Minas, permitirá que o esgoto de todas as ligações prediais conectadas ao sistema seja transformado em Esgoto Doméstico com Tratamento (EDT). Isso significa que moradores que hoje têm apenas o serviço de coleta passarão a contar também com o tratamento do esgoto.

O gerente da Copasa na região, Vilsom José Amorim, destacou a importância do investimento para o município. “Com o término dessas obras, muito em breve a população de Serra Azul de Minas passa a contar com as melhorias na qualidade de vida e saúde, além da melhora da qualidade das águas dos córrego São João e Rio Vermelho, onde o efluente será depositado após ser tratado. Isso nos motiva bastante, pois sabemos que, com a entrega desta obra e a ampliação da cobertura de nossos serviços, estaremos ajudando a proporcionar maior desenvolvimento social, econômico e ambiental para a cidade e toda a região”, disse.

Também foram implantados na ETE o tratamento preliminar, reatores anaeróbios de fluxo ascendente, filtros percoladores e rampas de disposição do efluente no solo. A estação conta ainda com um laboratório, um reservatório elevado de 5 metros cúbicos (m³), um queimador de gás, leitos de secagem e aterro controlado, garantindo assim qualidade e a eficiência em sua operação. As obras incluíram melhorias, como pavimentação, drenagem, iluminação e urbanização da unidade.

As intervenções também contemplaram a execução de mais de 6.900 metros de redes coletoras (tubulações que direcionam o esgoto para os interceptores), a implantação de mais de 1.200 metros de interceptores (tubulações que foram construídas ao longo do córrego São João para receber os esgotos das redes coletoras) e 452 novas ligações prediais de esgoto.

Além das melhorias que as obras vão proporcionar, elas também colaboram para a movimentação da economia de Serra Azul de Minas por meio da geração de emprego e renda. Foram geradas 25 vagas temporárias de emprego na cidade durante os trabalhos.

Benefícios

O tratamento de esgoto traz benefícios diretos à população, como a erradicação de doenças de veiculação hídrica, o controle da proliferação de vetores, a melhoria do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e mudanças positivas nos aspectos urbanísticos, com a consequente valorização imobiliária e o crescimento socioeconômico da cidade e da região.

Além disso, proporciona benefícios sociais, econômicos e voltados à melhoria das condições de saúde e qualidade de vida. Entre outras vantagens, possibilita que a cidade receba o ICMS Ecológico, um meio de incentivo aos municípios para a criação de mais áreas de preservação ambiental, além de melhorar a qualidade dos espaços já existentes.

A intervenção possibilita ainda o aumento da arrecadação do município, que recolherá os Impostos Sobre os Serviços (ISS) prestados pela empresa contratada pela Companhia para execução da obra.

Nova ETE entra em operação e amplia coleta e tratamento de esgoto em Serra Azul de Minas

Agência Móvel volta a Barbacena e leva

Nova ETE entra em operação e amplia coleta e tratamento de esgoto em Serra Azul de Minas

Monitoramento do nível da Barragem Rio Juramento