Gestão da Copasa na região Leste recebe maior premiação do PNQS

A Unidade de Negócio Leste (UNLE) da Copasa foi reconhecida pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes), com o Troféu Quíron “Diamante”, categoria ESG Nível III – 1000 pontos – AMEGSA (As Melhores em Gestão no Saneamento Ambiental) do Prêmio Nacional de Qualidade em Saneamento (PNQS) 2023.

Na imagem, Albino Campos, comemora com o troféu conquistado ao lado do diretor de operação da Copasa e demais superintendentes da Companhia.

Considerado o “Oscar do Saneamento”, o prêmio representa a sinergia entre as equipes administrativas, técnicas e operacionais, o comprometimento com as partes interessadas e o resultado positivo da busca constante da Companhia pela melhoria dos serviços de abastecimento de água nos 151 municípios e dos serviços de esgotamento sanitário em mais de 45 cidades em que a unidade opera nas regiões Leste e Nordeste do Estado. Em 2022, a UNLE conquistou o Troféu Quíron Platina.

O superintendente da UNLE, Albino Campos, comemorou o reconhecimento da unidade ao receber a premiação. “Fomos reconhecidos com a maior premiação do PNQS neste ano, entre todas as empresas públicas e privadas do Brasil. Além desse resultado ser uma resposta pela brilhante atuação da Companhia e pela dedicação, comprometimento e empenho de todos os empregados, também significa mais saúde, bem-estar e qualidade de vida para os mais de 1,6 milhão de mineiros que atendemos, mais desenvolvimento socioeconômico para os municípios e mais preservação para o meio ambiente. Estamos orgulhosos por essa honraria”, disse.

Albino Campos comemorando a conquista do Troféu Quíron “Diamante” ao lado do diretor de Operação da Copasa, Guilherme Frasson.

Além do superintendente, estiveram na premiação representando a UNLE: a gerente da Unidade de Serviço de Apoio Operacional Leste, Naiara Jacome; o gerente regional da Copasa em Almenara, Flávio de Almeida Campos; o gerente regional da Copasa em Diamantina, Vilsom José de Amorim; o supervisor comercial Edson Gonçalves; o supervisor de logística e patrimônio, Giovane Simião; e a assistente administrativo Rosimélia Pimenta.

Naiara Jacome reforçou o comprometimento da empresa com os serviços prestados e valorizou a conquista. “Temos o objetivo de melhorarmos os nossos serviços a cada dia e, por consequência, a cada ano, os resultados apresentados estão sendo melhores. É gratificante saber que estamos no caminho certo”, destacou a gerente.

Quem também demonstrou a felicidade com a conquista foi o gerente regional de Almenara, Flávio Campos. “É reconfortante ver que o trabalho em equipe está gerando bons frutos, além de ser desafiador buscarmos resultados ainda mais altos no próximo ano. Estamos motivados e unidos para irmos ainda mais longe”, pontuou.

Vilsom de Amorim também falou sobre o prêmio. “É uma honra que tenhamos recebido um reconhecimento tão importante, e em um cenário cheio de novas possibilidades, com o novo Marco Regulatório do Saneamento, tudo fica ainda mais emocionante. Vamos continuar trabalhando para proporcionar sempre o melhor aos nossos clientes e suas famílias”, concluiu.

Na imagem, todos os colaboradores que representaram a UNLE na premiação do PNQS.

Cases de sucesso

Além da premiação, a Abes realizou em novembro o Seminário de Benchmarking, quando foram apresentados cases de sucesso das empresas de saneamento do país. A Unidade Leste se candidatou nas categorias Inovação da Gestão em Saneamento Ambiental (IGS) e Eficiência Operacional no Saneamento Ambiental (PEOS).

O case “Gestão dos extravasamentos de esgoto do sistema de Capelinha”, de autoria do encarregado de sistema de Capelinha, Nilton de Sousa, foi premiado com a placa de finalista durante o “Seminário de Benchmarking PNQS 2023, além de conquistar o 1º lugar na categoria PEOS e receber a medalha “Eficiência Operacional no Saneamento Ambiental”.

Na foto, o encarregado de sistema de Capelinha, Nilton de Sousa, com o prêmio de 1º lugar na categoria PEOS.

O case tratou sobre a implantação de ações, como a inspeção e limpeza de Poços de Visita (PVs), elevatórias e redes auxiliaram na gestão de extravasamentos de esgoto. Trouxe ainda uma ferramenta desenvolvida por Nilton Sousa e equipe – o garfo de inox – que é instalado no PV (estrutura que dá acesso à rede de esgoto) e nas estações elevatórias de esgoto, com o objetivo de reter os sólidos. Isso ajudou a reduzir os travamentos dos rotores dos conjuntos motobombas das elevatórias de esgoto, causados pelo excesso de materiais sólidos (buchas), que impediam o bom funcionamento dos mesmos.

Mais cases

Outros dois cases da UNLE foram apresentados: o primeiro deles, de autoria do assistente administrativo da Gerência Regional de Ipatinga, Ernane da Silva, apresentou um planejamento interno para situações de falta de energia elétrica por parte da concessionária responsável nas instalações da UNLE. O objetivo do plano é informar com maior antecedência à imprensa, ao poder público e ao cliente final que o abastecimento de água será interrompido temporariamente, em razão da interrupção programada do fornecimento de energia, diminuindo assim os impactos gerados pela eventual falta d’água.

O assistente administrativo, Ernane da Silva, discorrendo sobre o tema planejamento sobre falta de energia elétrica.

Já o engenheiro de eletromecânica da Unidade de Serviço de Apoio Operacional Leste (USOL), Franklin Mendonça, foi o responsável por expor o case: “Gestão da manutenção de poços profundos da UNLE” e foi premiado com a placa de finalista durante o “Seminário de Benchmarking PNQS 2023. Nesse trabalho, ele demonstrou como a implementação de dispositivos para a recirculação de dispersante, desincrustante e bactericida auxiliam no procedimento de limpeza química e desinfecção periódica dos 365 poços profundos situados nas 169 localidades da região Leste e Nordeste de Minas Gerais, que atendem a mais de 890 mil pessoas, sem a necessidade de desinstalação dos conjuntos motobomba.

O engenheiro de eletromecânica, Franklin Mendonça, com a placa de finalista “Seminário de Benchmarking PNQS 2023.”

Sobre o PNQS

O ciclo 2023 comemora a 26ª edição do Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento (PNQS). A premiação é um estímulo para que as instituições, prestadores de serviços do setor de saneamento básico do Brasil, implementem novos modelos gerenciais compatíveis com as tendências mundiais, reconheçam experiências bem-sucedidas e promovam o intercâmbio das melhores práticas, contribuindo com o desenvolvimento e a universalização do saneamento ambiental em todo o território brasileiro, conforme preconiza o Novo Marco Legal do Saneamento.

Gestão da Copasa na região Leste recebe maior premiação do PNQS

Copasa inaugura obra de ampliação de sistema

Gestão da Copasa na região Leste recebe maior premiação do PNQS

Copasa conclui 2ª fase das obras de