Copasa promove atividades com moradores da comunidade da Serrinha, em Lavras

Dando continuidade às ações do Pró-Mananciais em Lavras, a equipe ambiental da Copasa, em parceria com o Coletivo Local de Meio Ambiente (Colmeia), promoveu um encontro com os moradores da comunidade da Serrinha, localizada na microbacia do Ribeirão Água Limpa, manancial que será contemplado com as ações ambientais do programa.

Além da aproximação com a comunidade, a reunião, que aconteceu no início do mês de outubro, serviu também para a realização de um diagnóstico sobre o cenário ambiental da localidade e a conscientização dos participantes sobre a importância da preservação e dos cuidados com os recursos naturais.

A engenheira da Copasa, Lara de Oliveira Santana, explicou que o diálogo com os moradores da comunidade proporcionou uma melhor compreensão do contexto local, além de agregar parceiros potenciais e que serão pioneiros na implantação do programa no município. “Estamos animados com o início da concretização do planejamento e continuaremos trabalhando em equipe para avançar nas próximas etapas”, finalizou.

A programação contou ainda com a realização das oficinas do Futuro, que consistem em um processo de construção colaborativa de um plano de ações com foco na proteção e revitalização da fauna e da flora local. Durante as oficinas foram realizadas as atividades chamadas de “Muro das Lamentações”, “Árvore da Esperança” e “Caminho Adiante”, onde os participantes puderam debater e elencar os principais problemas ambientais existentes na comunidade e, por fim, destacar as principais ações que devem ser adotadas para que essas demandas sejam atendidas.

O plano de ação construído a partir dessas atividades será estudado pelo Colmeia de Lavras e, posteriormente, as áreas citadas serão inspecionadas pelo coletivo e os moradores da propriedade rurais da comunidade da Serrinha serão visitados a fim de autorizar a realização das intervenções propostas.

Para Belchior Teixeira de Souza, técnico da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) e que também acompanhou as atividades, o resultado dessa aproximação com a comunidade foi bastante positivo. “Houve uma grande interação entre os participantes, onde foram levantados assuntos de interesse geral da comunidade. Tenho certeza que, com o caminhar do projeto, teremos muitas ações ambientais de conservação e ou recuperação de grande impacto na região”, destacou.

Quem fez coro à opinião de Belchior foi a moradora Rita Aparecida de Sousa e Silva. “Eu estou muito motivada e feliz com essa iniciativa. Estou na torcida para que aconteçam muitas ações em prol do meio ambiente e em benefício para comunidade”, acrescentou.

Sobre o Pró-Mananciais

Criado em 2017, o Pró-Mananciais visa proteger e recuperar as microbacias hidrográficas e as áreas de recarga dos aquíferos utilizados na captação de água para tratamento e distribuição ao público.

A iniciativa conta com aprovação da Agência Reguladora dos Serviços de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário de Minas Gerais (Arsae-MG) e está presente em mais de 290 municípios em que a companhia detém a concessão dos serviços.

Sobre o Colmeia

Os Coletivos Locais de Meio Ambiente (Colmeias) têm autonomia para atuar em diferentes causas ambientais e são formados para avaliar a necessidade de implementação das atividades abarcadas pelo cardápio do Pró-Mananciais.

O grupo analisa a viabilidade do cercamento de nascentes e reservas, da adequação de estradas, a possibilidade de plantio de mudas e demandas para construção de aceiros, curvas de nível e bolsões, dentre outras questões.

ODS e Agenda ESG

A atuação socioambiental da Copasa é pautada na Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU) e em seus respectivos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), além dos dez princípios do Pacto Global. O Pró-Mananciais integra o ODS 15 que consiste em proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra, evitando a perda da biodiversidade.

O programa integra ainda a Agenda ESG da Copasa, sigla que se refere às questões ambientais, sociais e de governança corporativa. Esse termo tornou-se uma forma de se referir ao que empresas e entidades estão fazendo para serem socialmente responsáveis, ambientalmente sustentáveis e administradas de forma correta.

Copasa promove atividades com moradores da comunidade da Serrinha, em Lavras

Copasa apresenta balanço das ações do Pró-Mananciais

Copasa promove atividades com moradores da comunidade da Serrinha, em Lavras

Copasa apresenta resultados de projeto que transforma