Copasa apresenta resultados do Chuá Socioambiental em Divinópolis

A Copasa vai apresentar no dia 28 de novembro, às 14h, na Unidade de Negócio Centro, os resultados das ações do programa Chuá Socioambiental desenvolvidas em Divinópolis ao longo deste ano. No evento, também serão entregues certificados para representantes das escolas participantes do projeto no município.

O Chuá Socioambiental visa educar as crianças para a preservação do meio ambiente. Em 2023, cinco instituições públicas de ensino de Divinópolis receberam ações do programa, tais como palestras, encontros, feiras de distribuição de mudas, desapego de itens e também foram recolhidos óleo de cozinha usado e lacres de alumínio.

Participaram das atividades ao longo do ano 398 alunos das escolas estaduais Antônio da Costa Pereira, no bairro Nações; Antônio Olimpio de Morais no bairro Espírito Santo; Armando Nogueira Soares, no bairro São Judas Tadeu; Jovelino Rabelo, no bairro Santa Clara; e Manoel Corrêa Filho, no bairro Planalto.

O supervisor administrativo da Copasa em Divinópolis, Reginaldo Teodoro, reforça a importância dessas atividades com as crianças para criação de consciência ambiental. “Pequenas mudanças fazem diferença no cotidiano das pessoas. Com o Chuá Socioambiental, a Copasa visa introduzir atitudes diferenciadas no dia-a-dia das escolas, alunos e professores, fazendo com que se tornem multiplicadores de boas ações para a comunidade e para o meio ambiente,” afirma.

A solenidade de entrega dos certificados às escolas participantes vai acontecer em parceria com a Superintendência Regional de Ensino e Secretaria Municipal de Educação. O endereço do evento é rua Muriaé, 619, bairro Bela Vista.

Chuá Socioambiental

Idealizado em 2016, o Chuá Socioambiental é uma extensão do Programa Chuá de Educação Sanitária e Ambiental, que busca promover atividades de sustentabilidade ambiental, alinhadas à conscientização sobre a importância da preservação e recuperação de mananciais para fins de abastecimento. Suas ações, em parceria com escolas e demais instituições ligadas ao meio ambiente, são fundamentais para a disseminação de informações que fortalecem a necessidade de recuperação urgente dos mananciais do Estado.

Ao longo de suas atividades, é realizada a Gincana Socioambiental, que compreende as seguintes etapas:

Campanha Lacre do Bem: incentiva os alunos a recolherem lacres de latinhas descartáveis para doação de cadeiras de roda;

Campanha do Óleo: incentiva os alunos a levarem o óleo de cozinha usado até um ponto de coleta;

Feira Verde: promove a troca de diferentes espécies de plantas nas escolas para diversificação da flora nos jardins e quintais dos alunos e suas famílias;

Feira do Desapego: incentiva a doação e troca de objetos em bom estado de conservação e que ainda podem ser reutilizados.

Oficina de Produção de Notícias: produção de notícias pelos alunos das escolas participantes sobre as demais atividades da gincana socioambiental;

Diálogos Interativos: série de palestras realizada por empregados da Copasa sobre desenvolvimento sustentável, a relação da Companhia com meio ambiente, o ciclo da água e a importância de sua preservação. As conversas são construídas de forma a proporcionar a participação de todos e estão alinhadas a documentos planetários como a Carta da Terra e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas, mas também alinham muito a prática do dia a dia do saneamento em sua cidade. O objetivo de Desenvolvimento Sustentável, número 6, da ONU – o ODS 06 – traz para nós todos a bandeira da universalização do acesso à água potável e ao saneamento. Aqui em Divinópolis já estamos quase lá na universalização, com 93,9% da população com acesso a água e 83,7% com o acesso ao esgoto. A instituição de ensino que desenvolve todas as atividades da Gincana Socioambiental é contemplada com o Selo Chuá: Escola Amiga do Meio Ambiente.

Copasa apresenta resultados do Chuá Socioambiental em Divinópolis

Copasa é considerada empresa modelo de inclusão

Copasa apresenta resultados do Chuá Socioambiental em Divinópolis

Água e esgoto tratados chegam a mais