Varginha é destaque em prêmio criado pela Copasa com foco no aprimoramento da prestação de serviços

Para garantir o aperfeiçoamento dos sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário nos municípios onde atua em Minas Gerais, a Copasa criou, em 2020, o Programa de Eficiência Operacional (PEO). E nesse sentido, os moradores de Varginha, município localizado na região Sul do Estado, podem ter a total tranquilidade de contar com um dos melhores sistemas da Copasa em toda a região. Isso porque o trabalho desenvolvido pela equipe local foi reconhecido e premiado no PEO, no âmbito da Unidade de Negócio Sul (UNSL).

Para se ter uma ideia da relevância deste reconhecimento, é importante destacar que o Programa contempla conceitos de qualidade e exigências da Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais (Arsae-MG) e tem o objetivo de melhorar o desempenho da operação, promovendo ações para o desenvolvimento sustentável e uma geração de valor. Além disso, ele possibilita o diagnóstico das condições de trabalho e das ações corretivas para adequação de procedimentos.

Reconhecimento

A avaliação do Programa de Eficiência Operacional é baseada no número de imóveis conectados às redes de água e esgoto da Copasa nos 640 municípios em que a Companhia tem concessão de abastecimento e nos 309 onde atua também na coleta e tratamento de esgoto.

E esses municípios são divididos em categorias, conforme o porte de cada um. São eles: Porte 1, de 0 a 5.000 ligações; Porte 2, de 5.000 a 10.000 ligações, e Porte 3, acima de 10.000 ligações. Em todo o Estado, Varginha alcançou o 1º lugar no porte 3 da Companhia.

Marco Aurélio Ribeiro, gerente Regional da Copasa em Varginha (GRVR), destacou a importância do município para a Companhia. “A Copasa preza pela excelência na entrega dos serviços e o reconhecimento do PEO serve para reforçar e oficializar ainda mais o nosso compromisso com a população de Varginha, uma cidade muito importante.”, finalizou.

Sobre o PEO

O Programa de Eficiência Operacional (PEO) é dividido em etapas: o primeiro passo é o diagnóstico, quando empregados com conhecimento técnico específico analisam, dentre outras questões, as condições de conservação das unidades, como as Estações de Tratamento de Água (ETA) e Esgoto (ETE), elevatórias, reservatórios, etc. Após o diagnóstico são realizadas a padronização e a autoavaliação.

Feito isto, a validação do material é realizada pelas gerências e pelas Unidades de Negócio da Copasa. Ao final, as unidades com maior pontuação são encaminhadas ao comitê gestor, definido pela diretoria da empresa. Os sistemas com melhores resultados são reconhecidos e premiados.

A Copasa em Varginha

A Copasa está presente em Varginha há 39 anos e atende, atualmente, mais de 125 mil pessoas com serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário.

O sistema de esgotamento do município é contemplado com mais de 500 mil metros de redes coletoras e mais de 54 mil ligações. Já o sistema de abastecimento de água conta com mais de 53 mil ligações e mais de 700 mil metros de rede de distribuição que integram um rigoroso processo de controle de qualidade, realizado pela Copasa, atendendo a todos os padrões de vigilância sanitária e potabilidade estabelecidos pela legislação vigente, e monitorados por uma rede laboratorial estruturada, que inclui os laboratórios local, Regional e Central.

Além disso, hoje, Varginha é a única cidade contemplada com um aterro sanitário operado pela Copasa em Minas. Projetado para atender a demanda por um período de 27 anos e com uma área de 20 hectares, sendo 60% efetivamente destinados a aterrar os resíduos e 40% como área remanescente, o local já recebeu mais de 200 mil toneladas de resíduos sólidos.

Varginha é destaque em prêmio criado pela Copasa com foco no aprimoramento da prestação de serviços

Colmeia de Pirapetinga se reúne para discutir

Varginha é destaque em prêmio criado pela Copasa com foco no aprimoramento da prestação de serviços

Estação de Tratamento de Água Rio das