Universaliza Minas alcança o marco de 100 obras em andamento em pequenas localidades mineiras

Guilherme Duarte – Presidente

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) inicia o ano com um grande marco no Universaliza Minas. A partir do esforço e comprometimento de toda a equipe envolvida no programa, a Companhia alcançou, neste mês de janeiro, o feito de 100 obras em andamento, que irão garantir o saneamento básico a mais de 50 mil pessoas que vivem em pequenas localidades do Estado. Destas, 46 já foram concluídas, já beneficiando cerca de 24 mil pessoas. Outros 61 distritos de municípios onde a empresa detém concessão estão com obras em andamento.

O presidente da Copasa, Guilherme Duarte, comemora os resultados que o programa vem obtendo. “Ultrapassamos agora a marca da centésima localidade com obra iniciada pelo Universaliza Minas. O programa foi concebido e lançado em 2023, visando levar a Copasa a atingir a universalização do abastecimento de água e do saneamento em suas concessões. Com essas ações, buscamos romper uma cultura do passado, de atendimento apenas às sedes municipais, e levar a Copasa para pequenos distritos, localidades e zonas rurais dos municípios onde atua”, explicou Duarte.

O programa Universaliza Minas veio para atender a uma reivindicação histórica da população que vive em distritos mais afastados dos grandes centros urbanos e continuará no radar da Copasa que planeja beneficiar outras localidades de Minas.

De acordo com o diretor de Operação da Companhia, Guilherme Frasson, o programa vem se expandindo a cada semana, de acordo com a demanda e parceria com os prefeitos das cidades onde a empresa atua. “A Copasa enxerga este programa como uma oportunidade de expansão do atendimento, rumo ao alcance das metas do Novo Marco Legal do Saneamento. Se o poder concedente quer que a Copasa amplie a sua área de atuação e a população dá a licença social para a empresa atendê-lo, não vamos deixar passar essa oportunidade”, destacou.

O engenheiro João Paulo Lopes Rigotto, PMO Estratégico da Copasa responsável pelo gerenciamento do Universaliza Minas, também celebra o início da centésima obra no âmbito do programa. “Este é o resultado do nosso compromisso, enquanto empregados da Copasa, em levar saneamento para população de Minas Gerais. Este marco não seria possível sem o esforço incansável e a dedicação de todas as pessoas envolvidas que, com seu trabalho árduo e comprometimento, tem contribuído para a realização deste objetivo. Destaco principalmente o trabalho das equipes da Diretoria de Operação ligadas à execução dos empreendimentos. Eles são a força motriz por trás deste programa e o coração da nossa missão”, ressaltou.

Rigotto reforça que cada obra iniciada é um passo em direção a um futuro mais saudável e seguro para comunidades especialmente fragilizadas pela falta de saneamento básico. “Estamos deixando um legado que nos transcende, marcando a vida desta geração de Mineiros. Sou muito grato em fazer parte desta equipe, as entregas são realizadas no prazo e com qualidade”, comemorou.

O Universaliza Minas é mais um dos esforços firmados pela Copasa para atingir as metas do Novo Marco Legal do Saneamento até 2033. Em sua área de atuação, a Companhia já alcançou a marca de 99,4% dos imóveis com acesso à água tratada. O índice mineiro já supera as metas de universalização dos serviços trazidas pelo Novo Marco, que determina que 99% da população brasileira tenha acesso ao abastecimento de água até 2033. Cabe destacar, também, o percentual de tratamento de esgoto da Companhia, que alcançou 75% de esgoto devidamente coletado e tratado, sendo que a meta estabelecida é de 90% até 2033.

Apesar desses bons índices, a Copasa não atende todas as áreas dos municípios onde tem concessão, por isso, vai ampliar sua atuação, cumprindo com o primeiro item de seu estatuto social, que é planejar, executar, ampliar, remodelar e explorar serviços públicos de saneamento básico, com vistas a contribuir para o bem-estar social e para a melhoria da qualidade de vida da população.

Guilherme Frasson – Diretor de Operação

Frasson conta que o Universaliza Minas superou as expectativas. “Já estamos com previsão de levar obras de saneamento a mais de 450 localidades mineiras. E, para atender a essa crescente demanda de expansão, de forma mais célere, com o abastecimento de água e esgoto, a diretoria de Operação está se estruturando cada vez mais, com núcleos de gestão de empreendimentos de pequeno porte”, relatou.

O diretor explicou ainda que a diretoria de Operação está providenciando contratos de projetos para cada Unidade de Negócio. “São projetos simplificados, pois são empreendimentos pequenos. Além disso, a gente está ampliando também a nossa fiscalização, com contratos específicos, para as diversas regiões do Estado, para garantir a qualidade das obras e dos serviços que estão sendo implementados”, completou.

Faissal Emílio Dabien Haddad, coordenador do Universaliza Minas, também celebra o resultado que vem sendo alcançado com o programa. “É uma mistura de satisfação e orgulho em participar do Universaliza. É emocionante ver as comunidades sendo abastecidas com água de qualidade, depois de tantos anos de espera. O mérito maior é das unidades operacionais, que estão se desdobrando para viabilizar e operacionalizar os empreendimentos”, enfatizou.

Várias frentes de trabalho estão sendo empreendidas para garantir o sucesso do programa. O engenheiro eletromecânico, Franklin Mendonça, que está envolvido diretamente nas ações do Universaliza Minas pela Unidade de Negócio Leste, conta que tem sido um trabalho desafiador e ao mesmo tempo gratificante poder contribuir para a missão de levar, por meio da implantação e expansão de sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário, saúde, bem estar, qualidade de vida e melhoria das condições de desenvolvimento econômico, social e ambiental de localidades ainda não atendidas. Somente um programa da envergadura do Universaliza Minas tem o potencial de viabilizar uma solução adequada de saneamento para essa região”, ressaltou.

Edson da Mota Marinho Filho, gerente da Regional Janaúba, registra que o Universaliza Minas para o Norte de Minas é um grande sonho. “Temos realizado reuniões nas localidades contempladas pelo programa e conseguimos enxergar a alegria e o brilho nos olhos de cada morador, o espirito de gratidão envolve todos. Saber que essa marca ficará gravada para sempre em cada morador como o dia em que receberam dignidade para vida, e fazer parte desse movimento, nos enche de orgulho”, salientou.

O presidente Guilherme Duarte ressalta a dedicação dos empregados na execução das obras. “Agradeço o empenho dos empregados para garantir o sucesso do programa. À população e aos municípios de Minas Gerais registro o compromisso da Companhia de que, caminhando juntos, o Universaliza Minas e as demais obras da Companhia, vamos atingir a universalização do saneamento em nossas concessões”, declarou.

João Paulo Rigotto fez questão de lembrar que o marco deve ser celebrado, mas que ainda há muito pela frente. “Até o momento temos mais 352 sistemas para iniciarmos as obras. Com a continuação da dedicação e esforço aplicados até o momento, tenho certeza de que alcançaremos nossos objetivos”, frisou.

Universaliza Minas alcança o marco de 100 obras em andamento em pequenas localidades mineiras

Agência Móvel da Copasa chega ao bairro

Universaliza Minas alcança o marco de 100 obras em andamento em pequenas localidades mineiras

Funcionamento da Copasa durante o carnaval