Copasa supera meta estabelecida pelo Novo Marco Legal do Saneamento

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) atingiu em 2021 a marca de 99,4% dos imóveis em sua área de atuação com acesso à água tratada no estado de Minas Gerais. O índice supera as metas de universalização dos serviços trazidas pelo Novo Marco Legal do Saneamento, que determina que 99% da população brasileira tenha acesso ao abastecimento de água até 2033.

O índice também supera a média nacional. Segundo dados divulgados pelo Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) no relatório “Diagnóstico Temático – Serviços de Água e Esgoto”, cujo ano base foi 2020, o índice de abastecimento com redes públicas de água no país era de 84,1%. No ano passado, a companhia investiu R$ 537,1 milhões em abastecimento de água e R$ 317,5 milhões em sistemas de esgotamento sanitário – números substancialmente maiores do que os investimentos realizados em 2020.

No total, a Copasa e sua subsidiária Copanor – que atende as regiões Norte e Nordeste de Minas – investiram R$ 943,4 milhões no ano passado. Recentemente, a Agência Nacional de Água e Saneamento (ANA) confirmou a capacidade econômico-financeira da Copasa para a universalização dos serviços até o fim de 2033. Entre 2022 e 2026, a previsão de investimentos da companhia ultrapassa os R$ 7 bilhões, colocando a empresa em condições de fazer os enfrentamentos necessários para atingir as metas do novo marco.

Copasa supera meta estabelecida pelo Novo Marco Legal do Saneamento

Rodízio na localidade de Bom Jesus de

Copasa supera meta estabelecida pelo Novo Marco Legal do Saneamento

Suspenso rodízio temporariamente em Capelinha

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *